terça-feira, 22 de novembro de 2011

Vivendo Nossa História - Administradores de Jaru: Sebastião Mesquita


Sebastião Ferreira Mesquita nasceu em 1.º de junho de 1940 no município de São José de Mipibu (RN). Filho de Joaquim Ferreira Mesquita e Maria Ferreira Cândida, ele se mudou para a cidade de Santa Vitória, em Minas Gerais, quando tinha 17 anos. Ele se casou com Maria Conceição de Oliveira no ano de 1960. Dessa união nasceram dez filhos e, atualmente, apenas oito estão vivos.
A chegada de Sebastião Mesquita ao então distrito de Jaru ocorreu em 14 de junho de 1976. Naquela época o ponto máximo do local era a Vila do Incra. Um dos problemas enfrentados por ele foi a malária, uma doença grave para o período em virtude da precária medicina que existia. Muitas pessoas estavam chegando ao distrito com o intuito de desbravar a localidade e por considerar como uma oportunidade de adquirir um terreno doado pelo Governo Federal e construir o futuro juntamente com a família.

Sebastião Mesquita gostava muito de estar com o povo e auxiliando a todos com o que estivesse em seu alcance. Por diversas vezes esteve envolvido em festas religiosas, sempre procurando oferecer os seus préstimos. Mesquita curso somente até a 2.ª Série do Primário, um estudo considerado pouco para os tempos atuais, mas suficiente para ele em plena década de setenta.

Um dos filhos de Sebastião Mesquita, Expedito Ferreira Mesquita relata que a vocação política era algo nato para Sebastião Mesquita. Dois anos após chegar ao distrito de Jaru, ele ocupou o cargo de administrador do local pelo período de três anos (1978-1980). Antecedido por Sandoval de Araújo Dantas, Sebastião Mesquita foi o segundo administrador de Jaru e sempre procurou agir de forma correta no período em que administrou o futuro município.

Sebastião Mesquita conseguiu ver o local em que ajudou no seu desenvolvimento crescer e se transformar em município. Jaru foi emancipado em 1981 e Mesquita faleceu treze anos depois. A causa da morte foi cirrose hepática e aconteceu no dia 10 de março de 1994. Foi uma perda irreparável, pois ele, juntamente com outros desbravadores, é considerado como um dos que mais contribuíram com a formação de Jaru.

Jaru prestou algumas homenagens ao saudoso Sebastião Ferreira Mesquita. Ele recebeu o nome em uma escola existente à Linha 634 Km 85 e no único ginásio de esportes que existe na área urbana do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
;