terça-feira, 22 de novembro de 2011

Vivendo Nossa História: Olga Dellaia

Olga Dellaia (1941-1982)

Título Eleitoral de Olga Dellaia


Olga Dellaia de Souza nasceu em 22 de setembro de 1941 na cidade de Colatina (ES). Filha de Ricardo Delaia e Marcela Pereira de Jesus, Olga iniciou suas atividades profissionais no ano de 1959 como professora em uma escola existente no município de Nova Venécia no Estado do Espírito Santo. Ela se casou em 22 de abril de 1962 com Nilton Menezes de Souza. Dessa união nasceram três filhos: Maria Glória de Souza, Flório Menezes de Souza e Maria Aparecida de Souza, todos felizes e honrados em virtude da educação dada pela matriarca Olga Dellaia.

A vinda de Olga Dellaia para Rondônia ocorreu em março de 1970 quando o hoje estado ainda se chamava Território Federal de Rondônia. Inicialmente, Olga residiu em Vila de Rondônia (atualmente Ji-Paraná) e dois anos depois (1972), mudou-se para o vizinho município de Ouro Preto do Oeste. Em 1973, Olga Dellaia chegou ao município de Jaru e atuou no na área da educação até o ano de 1979, desenvolvendo com maestria a profissão de educadora, a qual havia escolhido para desenvolver a sua missão terrena.

 O início profissional de Olga Dellaia em Jaru foi na Escola Rural Inaldo Seabra de Noronha, que à época era localizada às margens da BR 364, Km 04, onde, inclusive, ajudou a fundar a instituição. Tempos depois, ela foi transferida para uma instituição que existia no Km 04 da Linha 605, onde encerrou as suas atividades como professora. “Olga era espontânea e sempre quis ser professora”, revela uma de suas filhas, Maria Aparecida de Souza.
Olga Dellaia realizando o sonho de se casar

Em 1979, após deixar de atuar no campo da educação, Olga Dellaia resolve investir na área alimentícia e abre um restaurante às margens da BR 364. Porém, em 1980, o inesperado aconteceu. Ela foi acometida por um câncer e mesmo recebendo os cuidados médicos, veio a falecer em 26 de junho de 1982, deixando saudades e ótimas recordações em todos os lugares por onde passou. Dois anos após a sua morte, Olga Dellaia recebeu como homenagem o seu nome em uma importante escola de Jaru e que será tratada a seguir.

A Escola Olga Dellaia

A Escola Estadual Olga Dellaia foi criada em 1.º de março de 1984 para atender a uma clientela de 1.ª a 8.ª Séries do Ensino Fundamental.  O Decreto de Criação foi o de n.º 2579, datado de 25 de janeiro de 1985. Porém a autorização de funcionamento ocorreu somente em 30 de outubro de 1991, segundo o Processo 284/CEE/RO e o Parecer 136/CEE/RO. Inicialmente a instituição teve em sua nomenclatura como escola de 1.° Grau, porém, em 04 de março de 1998, foi denominada como Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Olga Dellaia, naturalmente como uma forma de atualização sobre o novo vocábulo adotado pela educação em todo o Brasil.

A procura por vagas na instituição sempre foi grande, seja pela localização centralizada ou pela qualidade do ensino, em muitas vezes causando superlotação nas salas de aula. O estabelecimento de ensino se localiza à Avenida Padre Adolpho Rohl próximo à agências bancárias e à Associação Comercial e Industrial de Jaru. A escola funciona nos períodos matutino, vespertino e noturno. No horário diurno funciona com as seguintes modalidades: 1.º e 2.º Período do Ciclo Básico de Aprendizagem (CBA) e 4.º ao 8.º Ano do Ensino Regular. O horário noturno atende às turmas da Educação de Jovens e Adultas (EJA) na modalidade Seriado Semestral e o Ensino Médio. A idade mínima para a matrícula no Ensino Fundamental é de seis anos. Os segmentos e instâncias destinados ao atendimento da comunidade escolar são compostos de: secretaria, merendeiras, zeladoras, vigias, inspetores de alunos, bibliotecários, orientadores, supervisores, direção, etc.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental da Escola Olga Dellaia é de 5,2. A nota proporciona à instituição a vigésima primeira colocação no Estado de Rondônia, sendo ainda a única a figurar em uma lista contendo o nome das trinta e nove melhores escolas de acordo com o IDEB (anos iniciais) que cada uma alcançou na avaliação ocorrida em 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
;