sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Vivendo Nossa História: Maria Gomes




Maria Gomes da Costa Gonçalves nasceu no dia 02 de dezembro de 1955 no município de Triunfo (PE). Filha de Maria Gomes Patriota e Antônio Pereira da Costa, ela se casou com Osvaldo Batista Gonçalves no dia 05 de abril de 1973 em Deodápolis, município do interior sul-matogrossense. Tempos após se casar, Maria Gomes veio para o então Território Federal de Rondônia juntamente com o esposo e residiram cerca de um mês no distrito Vila de Rondônia (atualmente Ji-Paraná). Em seguida o casal morou um tempo em Ouro Preto do Oeste e logo após fixou residência no Km 08 da Linha 628 no distrito de Jaru ainda na primeira metade da década de setenta.

A chegada de Maria Gomes da Costa Gonçalves ao distrito de Jaru representou algo muito importante em sua vida, tendo em vista que foi neste local que ela descobriu qual era a sua vocação profissional. Quando chegou à Linha 628, Maria Gomes possuía apenas a 8ª Série, mas foi o suficiente para começar a lecionar na Escola Raimundo Correia (a grafia correta seria Corrêa, segundo documentos oficiais obtidos pelo autor). Inicialmente as aulas eram ministradas em um local coberto improvisado como sala de aula, mas posteriormente a escola foi construída e funcionou normalmente até o ano 2000 quando o prefeito da época fez o processo de polarização das escolas municipais, desativando a Escola Raimundo Correia e transferido todos os alunos para a Graça Aranha, outro estabelecimento de ensino que funcionava a alguns quilômetros da antiga instituição. Maria Gomes continuou desempenhando as suas funções profissionais em sala de aula por mais oito anos na Escola Graça Aranha, contabilizando assim mais de 30 anos dedicados à atividade docente.

Maria Gomes foi admitida pelo Governo do Território Federal de Rondônia no dia 1º de maio de 1976 como Monitora de Ensino com carga horária de 20 horas. Dois anos depois, o governo assinou um termo aditivo de mais 20 horas. A partir do dia 28 de outubro de 1981, o cargo em que Maria Gomes da Costa ocupava passou a ser denominado como Professora de 1º grau. Assim que surgiu uma oportunidade, ela continuou os estudos e concluiu o 2º grau via Supletivo para o exercício do Magistério em 1984. A expedição do diploma ocorreu no dia 09 de janeiro de 1985 e, conforme registra o histórico escolar, Maria Gomes alcançou boas notas em todas as trinta disciplinas do curso.

Maria Gomes teve quatro filhos: Ivone Costa Gonçalves, Gerson Gomes Gonçalves, Jair Gomes Gonçalves e Jarbas Gomes Gonçalves. Juntamente com seu esposo, sempre procurou ser um exemplo para cada um deles. O autor conversou com Gerson Gomes Gonçalves, que destacou a importância do legado deixado por ela. Segundo ele, Maria era uma pessoa firme em suas decisões e conseguiu fazer o diferencial na educação em todo o tempo de sua atuação profissional. Em 2008, após três anos de contribuição a mais com o INSS, Maria Gomes pede a sua aposentadoria e deixa a sala de aula, local que a consagrou como uma profissional respeitada e muita querida pelos amigos.

Maria Gomes da Costa Gonçalves faleceu em 08 de setembro de 2010. Sua vida foi ceifada em virtude de um derrame cerebral que sofreu e não teve como reverter a situação. Foi uma perca muita grande à família e para muitas pessoas que a conheceram pessoalmente. Dois anos depois, o filho dela, então vereador e Presidente da Câmara Gerson Gomes Gonçalves, propôs uma homenagem denominando o seu nome ao único estabelecimento de ensino que atende à educação infantil existente no Bairro Setor 08, em Jaru. A Lei foi aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito da época, Jean Carlos dos Santos, no dia 7 de dezembro de 2012.

A Escola Maria Gomes da Costa Gonçalves

A Escola Municipal de Educação Infantil, Maria Gomes da Costa Gonçalves, foi criada através da Lei Municipal 1727/GP/12 de 07 de dezembro de 2012 e está situada à Rua Margarete de Oliveira Costa s/n, Setor 08, em Jaru. A instituição oferece atendimento educacional para crianças de 0 a 5 anos de idade em regime parcial e integral, promovendo dessa forma o crescimento e o desenvolvimento físico, intelectual, afetivo, social e motor das crianças, contando com o apoio da família.

Antes de ser denominada com o nome de Maria Gomes da Costa Gonçalves, a instituição foi chamada de Escola Municipal de Educação Infantil Pequeno Príncipe. A autorização de funcionamento foi através do Decreto n.° 637/GP/03, de 28 de abril de 2003 e desde então tem atendido a comunidade do bairro na primeira etapa da educação.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
;